Análise comparativa da dinâmica hídrica utilizando SRTM e LIDAR: um enfoque na caracterização topográfica

Camila Gardenea de Almeida Bandim, Gabriel Antonio Silva Soares, Nara Tôrres Silveira, Lívia Andrea Ferreira de Lima Silva Andrea Ferreira de Lima Silva, Victor Gustavo Oliveira da Silva, Juliana Patricia Fernandes Guedes Barros, Josiclêda Domiciano Galvíncio, Weronica Meira de Souza

Resumo


A estrutura geomorfológica molda bacias hidrográficas, influenciando e impactando ciclos hídricos e atividades humanas. Preservar os ambientes hídricos e compreender os desafios ambientais são temas contemporâneos que destacam-se devido ao aumento de problemáticas que envolvem esses elementos. Diante disso, o estudo visa analisar a dinâmica hídrica na Bacia do Rio Pirapama, com foco na caracterização topográfica, comparando os sistemas Lidar e SRTM. A área refere-se a bacia hidrográfica do rio Pirapama, localizada no estado de Pernambuco. Nos procedimentos metodológicos, dados Lidar e SRTM foram processados em software de geoprocessamento, permitindo uma análise comparativa da topografia e dinâmica do fluxo. Os resultados indicam que o SRTM, embora representativo, carece de detalhes devido à resolução de 30 metros, enquanto o Lidar, com resolução de 1 metro, oferece maior consistência e detalhamento na representação do relevo. A classificação do terreno evidencia áreas propensas a inundações e urbanização desordenada. Na seção de Direções e Acúmulos de Fluxos, a comparação entre SRTM e Lidar destaca a discrepância na representação de áreas propícias a acúmulos. O Lidar, com sua alta resolução, revela detalhes cruciais para análises hidrológicas. Em conclusão, áreas planas e onduladas na Bacia do Rio Pirapama são identificadas como suscetíveis a inundações, enquanto o Lidar se destaca na obtenção de resultados mais consistentes e detalhados em comparação ao SRTM, sublinhando a importância de dados de alta resolução em estudos hídricos.



Palavras-chave


bacias hidrográficas; geotecnologias; interferências antrópicas.

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


Alba, P. J., Amado et al., B. S. (2010, Setembro). Comparação de Modelos de Altitudes com Diferentes Fontes de Dados. Anais do Congresso Brasileiro de Agricultura de Precisão, Ribeirão Preto/SP, Brasil, 22.

CPRH - Agência Estadual de Meio Ambiente (2002). Estudo dos recursos hídricos da bacia do rio Pirapama. Recife, PE, Brasil. Disponível em: . Acesso em: novembro/2023.

Brown, J. D., et al. (2007). Modeling storm surge flooding of an urban area with particular reference to modeling uncertainties: A case study of Canvey Island, United Kingdom. Water Resources Research, 43, 6, 1-22.

EMBRAPA - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. (1979). Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solos (Rio de Janeiro, RJ). In X Reunião Técnica de levantamento de solos. Rio de Janeiro, RJ, Brasil. p. 83.

Fewtrell, T. J. et al. (2011). Benchmarking urban flood models of varying complexity and scale using high resolution terrestrial LiDAR data. Physics and Chemistry of the Earth, Parts A/B/C. 36, 7-8, 281-291.

DG - Department of Geography. 1995. Foote, K. E., Huebner, D. J. Error, Accuracy and Precision. Austin City. Disponível em: Mais sobre erro, precisão e precisão GIS | GEOG 469: Aplicações de SIG na Indústria de Energia (psu.edu). Acesso em: 19/09/2023.

Gomes, C. M. S. (2004). Água: recurso desencadeador de conflitos? Os impactos sociais da construção da Barragem de Pirapama. Dissertação de Mestrado em Serviço Social, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

Gallegos, H. A., et al. (2009). Two-dimensional, high-resolution modeling of urban dam-break flooding: A case study of Baldwin Hills, California. Advances in Water Resources. 32 (8), 1323-1335.

Hsu, M., et al. (2000). Inundation simulation for urban drainage basin with storm sewer system. Journal of Hydrology. 234, 1-2, 21-37.

Mason, D. C., et al. (2007). Use of fused airborne scanning laser altimetry and digital map data for urban flood modelling. Hydrological Processes: An International Journal, 21 (11), 1436-1447.

Ozdemir, H., et al. (2013). Evaluating scale and roughness effects in urban flood modelling using terrestrial LIDAR data. Hydrology and Earth System Sciences.10 (6), 5903-5942.

Rocha, A. C da P. (2013). Análise morfodinâmica e morfogenética do interflúvio do médio curso da margem direita do rio Beberibe. Dissertação de mestrado em Geografia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, Pernambuco, Brasil.

Rodriguez, L. C. E., et al. (2010). Inventário florestal com tecnologia laser aerotransportada de plantios de Eucalyptus spp no Brasil. Revista Ambiência, 6 (4), 67 - 80.

Sampson, C. C., et al. (2012). Use of terrestrial laser scanning data to drive decimetric resolution urban inundation models. Advances in water resources, 41 (3), 1-17.

Santos, C. A. G., et al. (2003, novembro). Aplicação de um modelo hidrossedimentológico distribuído a bacia hidrográfica do rio Pirapama-PE. Anais do XV Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos. Curitiba, PR, Brasil, 14.

SECTMA - Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente (1998). Recife: Plano Estadual de Recursos Hídricos do Estado de Pernambuco, v. 1-3, p. 849. Disponível em: . Acesso em: outubro de 2023.

Silva, S. C da., Ribeiro, M. M. R. (2006). Enquadramento dos corpos d’água e cobrança pelo uso da água na bacia do rio Pirapama-PE. Engenharia Sanitária e Ambiental, 11 (4), 371-379.

Silva, R. M., Santos, C. A. G. (2005, novembro). Aplicação do modelo distribuído AÇUMOD na modelagem das potencialidades das sub-bacias do rio Pirapama. Anais do XVI Simpósio Brasileiro de Recursos Hídricos, João Pessoa, PB, Brasil, 18.

Soares, G. A. S., Galvíncio, J. D. (2020). Uso do LiDAR para avaliar os padrões hídricos de bacias em áreas urbanas: Caracterização fisiográfica da bacia do Rio Beberibe-PE. Revista Brasileira de Geografia Física, 13 (7), 3659-3674.

Tonello, K. C., et al. (2006). Morfometria da bacia hidrográfica da Cachoeira das Pombas, Guanhães-MG. Revista Árvore, 30 (5), p. 849-857.

Tsubaki, R., Fujita, I. (2010). Unstructured grid generation using LiDAR data for urban flood inundation modelling. Hydrological Processes: An International Journal, 24 (11), 1404-1420.

Zhao, G., et al. (2013). Erosão do solo, conservação e mudanças ambientais no Planalto de Loess, na China. Degradação e Desenvolvimento da Terra , 24 (5), 499-510.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Sensoriamento Remoto | ISSN: 2675-5491

CC-BY 4.0 Revista sob Licença Creative Commons
Language/Idioma
02bandeira-eua01bandeira-ingla
03bandeira-spn